ENTRAR

domingo, 3 de junho de 2012

Almada Velha em Festa 2012 - Cartaz, Programa e Informações

Integrada nas Festas de Almada 2012, a zona de Almada Velha vai estar em festa com muita música, teatro, arraiais, animações de rua entre outras surpresas.

No dia 2 de junho há oficinas para famílias e música jazz no Jardim do Rio, Almada. Durante o mês de junho, Almada Velha, com os seus largos, ruas, jardins e vários equipamentos culturais, vai ser palco de um programa específico de arraiais e animações, que integra as Festas da Cidade de Almada.
 
Para além dos já habituais arraiais e festas populares, haverá animações com concertos, espetáculos de rua, teatro e artesanato a acontecer nas ruas, praças e jardins da cidade. Venha participar nestes eventos e usufruir dos recantos de Almada Velha.

Destaques do Programa

2 de junho (sábado) - 16h/17h30
Oficina para Famílias
"Os Barcos do Tejo"
Local: Museu Naval
Oficina de construção de esculturas de papel. Que barcos cruzavam o Rio Tejo? Tinham cascos grandes ou pequenos? Levavam gente ou transportavam peixe? Nesta oficina vamos conhecer algumas das embarcações que atravessaram oTejo e recordar as que hoje ainda cruzam. E para não nos esquecermos delas, iremos construir uma escultura de um desses barcos, para navegarem nos rios da nossa imaginação
Organização:Associação Cultural Mundo do Espetáculo

2 de junho (sábado) - 18h
Tons de Jazz
Joana Gouveia Trio
Local: Jardim do Rio, Almada
Joana Gouveia Trio é um projeto da vocalista Joana Gouveia que pretende resgatar músicas que se celebrizaram no seu tempo, e que pela sua força e originalidade ainda se mantêm atuais. O repertório contemplado neste projeto assenta nos campos da bossa nova e do jazz, não esquecendo alguns clássicos da pop. A sonoridade jazzística une estes diferentes universos, fazendo com que este trio tenha uma identidade musical própria. As diversas influências dos seus elementos espelham-se no resultado, tratando-se de uma interessante viagem de músicas verdadeiramente inesquecíveis.

9 de junho (sábado) - 16h/17h30
Oficinas para Famílias
"A Ponte que é o Rio"
Local: Jardim do Rio, Almada
O rio sempre foi um elo de ligação entre duas margens. Mas que margens são estas? Será que as conhecemos bem? Antigamente, como seriam? E agora, o que vês? Gostarias que fossem diferentes? A partir desta ideia, vamos construir as margens que acompanham este rio.
Organização: Associação Cultural Mundo do Espetáculo

9 de junho (sábado) - 18h
Tons de Jazz
Carlos Lopes Trio
Local: Jardim do Rio, Almada

Carlos Lopes - acordéon
Edu Miranda – bandolim e guitarra clássica
Sebastian Scheriff - percussão
Uma viagem pela música improvisada que une as culturas luso-brasileiras evidenciando influências da música europeia com raízes na expressão popular. Carlos Lopes despertou para a música desde cedo, bisneto de violonista, neto de tocador de harmónio e filho de tocador de concertina, veio a receber o seu primeiro acordéon com 4 anos de idade.  Entre as várias participações, Gravações de discos, e projectos e bandas em que esteve envolvido, destacam-se: Rui Veloso; Luis Represas; Helder Moutinho; Quadrilha; Olga Sotto; Luiz e a Lata; Roberto Leal; Navegante;Orquestra Metropolitana de Lisboa; Edu Miranda Trio; Roda de Choro de Lisboa; Acordéon Ensemble; Real Companhia; La Vie en Rose; Cantares da Terra; Belle de Jour; Jorge Vadio; Maria Lua; Bellatrix; Adriana Miki; Mariária; Boémia; entre outros.

9 de junho (sábado) -   19h30
Family Dance
Localizada, Aeróbica e Dança
Organização Família em Forma

16 de junho (sábado) - 16h/17h30
Oficinas para Famílias
"Um Dia na Praia"
Local: Museu Naval
Animação da leitura a partir da observação de um livro onde serão explorados vários objetos e materiais, que darão origem a uma grande construção coletiva.

16 de junho (sábado) - 18h
Tons de Jazz
FAZZ Tudo isto existe, tudo isto é FAZZ...
Local: Jardim do Rio, Almada
 
Claud - Voz
Paulo Cavaco - Piano
Paulo Carvalho – Bateria
Vitor Cavaco – Baixo e Contrabaixo
Como ponto de partida o Fado e o Jazz. A estes junta-se a voz de Claud, o Piano de Paulo Cavaco, a Bateria de Paulo Carvalho e o Contrabaixo de Vitor Cavaco. Numa viagem por alguns dos Fados mais conhecidos do público, de uma forma diferente, pois as harmonias que a acompanham viajam pelo Jazz, pelo Blues, por África, etc. O ponto de chegada é um espetáculo onde o Fado é a calma e a música improvisada é a alma da fusão entre mundos distantes e tão próximos, onde também o público pode participar cantarolando no seu lugar.
Organização: Câmara Municipal de Almada

22 de junho - 19h
"Emigrantes"
Local: Largo Gabriel Pedro
Uma casa de três andares percorre a cidade. Cinco emigrantes procuram um lugar, uma nova oportunidade. De muito longe chegam cinco pessoas que querem olhar nos olhos e sorrir.
Organização:Muneka Produciones - ARTEMREDE
 
23 de junho (sábado) - 16h/17h30
Oficina para as Famílias
"Diário de Bordo"
Local: Jardim do Rio, Almada
Visita-oficina à exposição do Museu Naval. Os objectos e imagens expostos serão interpretados de forma descontraída pelos visitantes através dos seus próprios registos gráficos. Estes registos serão no final encadernados, e cada família levará consigo uma pequena colecção de impressões de uma cidade a navegar...
Organização: associação Cultural Mundo do Espetáculo

23 de junho (sábado) - 18h
Tons de Jazz
Paulo Cavaco Quarteto
Local: Jardim do Rio, Almada

Imprevisto Imaginário
Paulo Cavaco – Piano
Paulo Carvalho – Bateria/Percussão
Vitor Cavaco –Baixo e Contrabaixo
Telmo Campos –Saxofones
Na verdade, não são sinfonias, nem tão pouco malabarismos acrobáticos em oitenta e oito teclas pretas e brancas...São apenas sons e melodias do meu “Imprevisto Imaginário”. São lugares, momentos, gentes, sentimentos, coisas que quero partilhar. Não me perguntem: Mas que género de música é, afinal? Pois eu não sei responder, apenas digo: Música Imprevista e Imaginária, pois não é Jazz, não é Fado, não sei o que é, mas para mim é tudo. Enfim, é o que sou...

30 de junho (sábado) - 16h/17h30
Oficinas para as Famílias
"Emoldurar Paisagens"
Local: Museu Naval
A partir de objectos de desperdício (pedaços de mobília, embalagens, madeiras) serão criadas molduras para expor ... nada...
Depois o nada será convidado a sair de cena... Pedaços da paisagem, notícias de jornal, colagens ou desenhos vão explorar o vazio e ocupá-lo. As molduras, depois da súbita inundação visual, terão de procurar o seu lugar na urbe - um ramo de àrvore? uma varanda? um banco de jardim?
Aí ficarão, contemplando-se mutuamente e aguardando o olhar dos caminhantes...
Organização: Associação Cultural Mundo do Espetáculo

30 de junho (sábado) - 18h
Tons de Jazz
Maria Moça
Local: Jardim do Rio, Almada

Berta Azevedo- Voz
Paulo Rosa - Guitarra
João Novais- Contrabaixo
Tim Chernov- Bateria
Jazz, Soul, Pop e Bossa Nova, do standard ao mais moderno, assim se constrói o repertório que a “jovem cantora” trás consigo. Possuidora de uma personalidade invulgar com caráter interpretativo dificilmente confundível, Maria Moça, assume a forma de quarteto com músicos que têm partilhado o seu percurso no Jazz. Apresentando um repertório que não se restringe a um único universo estilístico, abraça uma paleta de sons e cores que se fundem numa homenagem a grandes vozes e composições.
Organização: Câmara Municipal de Almada

30 de junho (sábado) - 19h45
Teatro
Vertigem - Teatro, poesia de Arthur Rimbaud
Local: Jardim do Rio, Almada
Interpretado por jovens adolescentes "Vertigem" é um espectáculo de teatro com textos e poemas de Arthur Rimbaud que escreveu toda a sua obra entre os 15 e 19 anos e incarna ainda hoje a ambição do homem de não se submeter, de dominar a sua vida e de querer transformar o mundo. "Vertigem", um espectáculo para dizer a beleza, o amor, a sensualidade, o voo e a claridade. Para dizer as palavras vertiginosas da sua sede de absoluto, da sua inocência, das suas impaciências, exasperações e furores. Para dizer este longo, imenso e ponderado desregramento de todos os sentidos.
 
Intérpretes: Cátia Almeida, Daniel António, João Pedro Monteiro, Pedro Pais, Pedro Russo, Rebeca Duarte, Rita Carvalho, Sandra Matoso, Tatiana Dias, João Pedro Mamede, Francis Seleck Dirigidos por: Francis Seleck (encenação e figurinos) Catarina Pé Curto (vídeo e figurinos) Pedro D’Orey (voz e dicção) João Pedro Mamede (assistente de encenação). Duração: 60 min.
Org: Mundo do espectáculo

» Clique aqui para ver o programa completo

0 comentários :

Enviar um comentário


English Destinoslusos Version Spain Destinoslusos Version French Destinoslusos Version German Destinoslusos Version