ENTRAR

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Festival BP Gas Balões de Ar Quente 2013 em Alter do Chão e Fronteira - Programa e Informações

A 17ª edição do Festival Internacional BP Gas Balões de Ar Quente 2013 terá lugar em Alter do Chão e Fronteira (Alentejo), de 10 a 17 de Novembro e volta a reunir pilotos de todo o mundo no norte alentejano.

Nesta edição, o evento contará com a participação de 30 equipas de vários países (Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Bélgica, Holanda e Luxemburgo).

A programação é inaugurada dia 10 com o check-in das equipas participantes, sendo os voos livres em balão de ar quente abertos a passageiros no dia 11.

Nesta edição, o evento contará com a participação de 30 equipas de vários países (Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Bélgica, Holanda e Luxemburgo). Todos os pilotos presentes na prova são profissionais com créditos firmados no balonismo, pelo que a Publibalão e o Alentejo sem Fronteiras – Clube de Balonismo garantem que é totalmente seguro voar com qualquer uma das equipas. O 17º Festival Internacional BP Gas Balões de Ar Quente - Portugal promete colorir os céus alentejanos, onde a população também está convidada a viver a inesquecível experiência de voar*.

A organização do festival cabe, como sempre, à Publibalão e é co-organizado pelo Alentejo sem Fronteiras – Clube de Balonismo, fundado em Novembro de 2012, sendo a primeira escola do país para pilotos de balões de ar quente, sediada em Fronteira, no Alto Alentejo.

Aníbal Soares, piloto profissional e sócio-gerente da empresa, pretende, nesta 17ª edição, “aumentar o envolvimento com a população local por via de experiências gratuitas de voo; reforçar o objectivo de promoção de prática do balonismo em Portugal; manter a aposta no impacto mediático do festival; aumentar o retorno mediático para patrocinadores e parceiros do 17º festival e apostar crescentemente na internacionalização do festival”, conclui.

O 17º Festival Internacional BP Gas Balões de Ar Quente - Portugal conta com o patrocínio/apoio/parceria das seguintes empresas/instituições:

· BP Gas;
· Câmara Municipal de Fronteira;
· Camâra Municipal de Alter do Chão;
· Valnor

A Publibalão, através do festival, apoia a Fundação do Gil, fazendo algumas acções de sensibilização para que todos os participantes e público em geral colaborem com a instituição.

O festival é inicia-se dia 10 com o check-in das equipas participantes, sendo que os voos livres em balão de ar quente serão abertos a passageiros a partir de dia 11 (dois voos por dia).

Programação do festival:

11 de Novembro (Segunda-feira)
07:30 - 10:00 h – Fronteira
15:30 – 17:00 h – Fronteira

12 de Novembro (Terça-feira)
07:30 - 10:00 h – Alter do Chão
15:30 – 17:00 h – Alter do Chão

13 de Novembro (Quarta-feira)
07:30 - 10:00 h – Fronteira
15:30 – 17:00 h – Fronteira

14 de Novembro (Quinta-feira)
07:30 - 10:00 h – Alter do Chão
15:30 – 17:00 h – Alter do Chão

15 de Novembro (Sexta-feira)
07:30 - 10:00 h – Castelo de Vide
15:30 – 17:00 h – Castelo de Vide

16 de Novembro (Sábado)
07:30 - 10:00 h – Crato
15:30 – 17:00 h – Crato

17 de Novembro (Domingo)
07:30 - 10:00 h – Fronteira

NOTA: Os locais de voo poderão ser alterados devido a condições meteorológicas adversas.

Quer Voar de Balão? Aproveite este Festival para realizar o seu Sonho!

Qualquer pessoa pode voar? 

O voo de balão é amplo, existindo cestos com especificidades para pessoas com limitações motoras (sendo que nós, Publibalão, detemos um dos quais), no entanto, há que salvaguardar que pessoas com problemas cardiovasculares graves e problemas de osteoporose ou um nível avançado de descalcificação de ossos não poderão viajar em condições normais de voo. Apenas o poderão fazer caso o dia esteja extremamente calmo (inexistência de vento). Contudo, o principal é efectuar uma avaliação caso a caso, antes do voo. Crianças menores de 5/7 anos também têm limitações para voar e devem ser acompanhadas por um adulto responsável pelas mesmas.

Há algum tipo de restrições em termos de saúde? 

O voo de balão, pela sua natureza, provoca entusiasmo ao longo do viagem, e na aterragem, por ser um momento de impulso com o chão, podendo ser, por este motivo, um pouco mais “violento”. Contudo, se o estado de saúde dos passageiros não abranger nenhuma das condições descritas acima, não haverá problemas de saúde advindos da prática da actividade.

É preciso alguma licença especial para que os amadores possam voar? 

Os passageiros não necessitam de qualquer licença, uma vez que não vão pilotar o balão. Se o objectivo for pilotar, então será necessário ter formação de piloto. Nestes casos, os voos são efectuados com um instrutor (sendo a responsabilidade do instrutor) e, no final, após avaliação positiva, será concedida licença para voar, sendo necessário um número mínimo de voos anuais para a sua renovação. Não é permitido pilotar um balão sem ter licença para tal.

Em Portugal, não está determinada a existência de licença portuguesa. Contudo, a nível europeu existem licenças inglesa e francesa, pelo que é dada instrução pela Publibalão, estando certificada a fornecer a licença francesa.

Qualquer pessoa tem acesso ao seguro no momento do voo? 
Se sim, esse seguro tem que custo para um utilizador amador? 

Numa reserva de voo fora do festival, o seguro de voo está incluído no preço e não existem voos sem o seguro necessário. No Festival, também não se voa sem seguro, mas não é efectuada uma perícia médica a passageiros, sendo que devem ser os mesmos a avaliar se estão ou não em perfeitas condições para voar. Assim, no momento do voo, os passageiros assinam um termo de responsabilidade pelas suas condições físicas (se têm problemas de origem cardio ou de ossos, nomeadamente).

No entanto, se houver um acidente durante o voo e existirem lesões físicas que comprovadamente (por via médica) tenham decorrido única e exclusivamente pelo voo, a Publibalão responsabiliza-se.

No balão de ar quente há tendência para ter vertigens? 
Se sim, o que se deve fazer para as controlar? 

Não existem vertigens num voo livre de balão, e tal acontece porque não há qualquer ligação à terra. Nesse sentido, não existe “passagem” de electricidade e ligação ao magnetismo da terra, factores que provocam as vertigens.

O facto de se voar numa massa de ar implica que não existam turbulências de voo, levando à tal tranquilidade já referida.

Que indumentária e calçado são precisos para voar? 

A indumentária deve ser essencialmente prática e o mais confortável possível, pelo que se recomenda o uso de calçado desportivo, ténis ou botas sem salto. A roupa também deve ser casual, calças de ganga, etc. O especial enfoque é mesmo o calçado, sem saltos.

Informações e Reservas:

Facebook 17º Festival Internacional BP Gas Balões Ar Quente
Facebook Publibalão
Site Publibalão

0 comentários :

Enviar um comentário

English Destinoslusos Version Spain Destinoslusos Version French Destinoslusos Version German Destinoslusos Version